quarta-feira, 1 de dezembro de 2021



 Você sabe o que acontece a nível neurológico quando acessamos as redes sociais?



Sabe aquela curtida no Instagram, comentários sobre uma postagem? Pois é, funcionam como fonte de recompensas imediatas. Ativam áreas cerebrais responsáveis por essa sensação, ou seja, a liberação de Dopamina. A região ativada chamada de Núcleo Accumbens, com isso ocorre um reforço para este comportamento de checagem regular e aquela necessidade de estar com o celular o tempo todo.

Sabe o que acontece mais? ficamos muito mais impactados. Quando a gente vê a imagem ela atinge uma área do Cérebro chamada de Sistema Límbico - área emocional - diretamente, antes de uma outra área, chamada de Córtex ser ativada. sendo que esta última que faria você racionalizar o que está vendo. Então antes de refletir sobre o que é visto somos de cara impactados e vai refletir no nosso universo emocional.

Imagina as crianças e adolescentes que tem um construto cognitivo em desenvolvimento com reduzida capacidade de consciência crítica? Ao nos depararmos com uma informação do ambiente, nos prendemos a esta pela função da atenção, comparamos com os conceitos que já temos construído e formulamos uma resposta para o ambiente. Nas mídias, recebemos simultaneamente várias informações, o que significa que, nossa capacidade de gerenciamento dessa informação fica reduzida.

É preciso que os pais fiquem atentos ao tipo de conteúdo que exercem função pedagógica aos filhos, pois irá influenciar na construção da personalidade. Atualmente as mídias pedagógicas tem exercido maior influencia que as figura paternas. Torna se importante a comunidade científica investir em pesquisas.

Consciência Crítica por parte dos pais é a melhor forma de prevenção. Busque ajuda profissional com um profissional da saúde mental.

Meu nome é Gisele S F V da Cunha
sou Psicóloga Clinica especialista na Terapia Cognitivo Comportamental (CRP12/10.145) atendo na região da Grande Florianópolis. Qualquer dúvida me coloco a disposição deixo meu contato: (48) 9.9982-3224

terça-feira, 30 de novembro de 2021


 O que a Covid-19 nos mostrou?


Covid-19: Um vírus novo, de alta transmissibilidade, de propagação rápida. As epidemias sempre existiram na história da humanidade, mas o que aconteceu que jamais foi visto ?
sim, o isolamento social de toda a população do mundo.

Somos seres relacionais, gregários, construímos e somos construídos mutuamente. Já dizia Vygotsky "somos seres sociais".

As medidas preventivas de disseminação do Covid-19 por meio do isolamento social, afetaram significativamente as pessoas predispostas a doenças psicológicas.

A restrição social evidenciaram crises existenciais - as pessoas não conseguiram suporte o tédio - ou seja, os esvaziamento causado pela ausência da livre escolha de ir e estar em lugares e com pessoas.

As famílias contemporâneas, não acostumadas ao convívio prolongado, somado a hiperdemanda dos filhos com o fechamento das escolas, somado a sobrecarga de trabalho e o estresse financeiro resultou na dissolução de muitos lares.

a Covid-19 mostrou a sobrevalorização do passado, do que foi perdido, do que um dia foi vivido: shows, teatros, eventos, festividades que não existiriam mais por tempo indeterminado. Deste modo, assistimos a abolição de um futuro com ausência de um tempo presente, ficamos entediados.

A infodemia disseminou medo da contaminação, o medo da morte, o medo de não saber o que vai acontecer.

Assistimos de forma impotente a vivencia de morte, de limitação e descontinuidade da vida.

E agora como será?
...

Psicologia Clínica Especialista na terapia Cognitivo Comportamental

Gisele Sodre F V da Cunha
CRP12/10.145
Atendimento presencial e online

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

ALCOOLISMO


O álcool é toxico para seu corpo, não tem nutrientes, induz um falso relaxamento, tem consequências negativas, mas, porquê ainda é tão consumida?


Muitos fatores levam as pessoas a consumirem bebidas alcoólicas com finalidade de relaxamento, esquecer momentaneamente dos problemas e socializar.

Conhecemos como desinibição comportamental aquela sensação descrita como sentir se mais solto dos limites sociais causados pelo efeito do álcool. Na verdade, as pessoas com comportamentos alterados acabam por ações que não fariam se não estivessem sob este efeito, de estar alcoolizados.

Outro fator que contribui para o consumo e predileção de bebidas com teor alcoólico são a redução da tensão. Quando ingerido o álcool causa no Sistema Nervoso Central uma liberação de neurotransmissores que acalmam a ansiedade e reduz a sensibilidade a dor. Sendo esta conhecida como hipótese da redução da tensão.

Alguns traços de personalidade pode acometer algumas pessoas mais que outras a aderir ao álcool de forma preocupante. Trata se de pessoas intolerantes a frustração , pessoas com dificuldades de controlar seu comportamento impulsivo, características agressivas, e emotividade negativa. Muitas dessas pessoas com estas características advém de famílias com consumo de álcool e padrões comportamentais de agressividade, o que conectam mais facilmente ao ato de beber.

Estudos apontam que filhos de famílias alcoolistas estão predispostos a ansiedade, depressão e outros problemas. Conviver com o álcool desde a infância é um fator de risco para dependência do álcool no futuro para aliviar sintomas emocionais.

São muitas as consequências negativas do álcool, não somente para a pessoa que consome como para toda a sociedade. Os casos de violência domestica acontecem mediados pela embriaguez.



Alguns sinais são importantes para detectar se o consumo de álcool tem sido uma comorbidade de outros problemas psicológicos e sociais:


Relaxamento

Enfrentamento de situações difíceis

Manter se alheio ao ambiente

Anestesia emocional

Ausentar se da realidade ‘esquecer dos problemas’

Encorajamento de situações

Problemas sociais

 

  

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

 

 Verão  - Estação do Elemento Fogo

Sinais e sintomas  manifestados em desequilíbrio do elemento Fogo e os Cinco Elementos

O elemento Fogo corresponde a estação do ano verão. Associada ao crescimento, o yang máximo predomina, e com isso, as pessoas com  síndromes yang são afetadas.

O elemento Fogo é representado pelo órgão Coração e seu acoplado Intestino Delgado são chamados de Fogo Monarca e também, pela ótica desta teoria oriental, o Pericárdio e o Mestre do Coração chamados de Fogo Ministro.

Características:

Predomina o sabor amargo

A cor vermelho

O calor...o crescimento... o yang máximo

ESTADO DE EXCITAÇÃO, EUFORIA



A emoção predominante é a euforia, é comum as pessoas se sentirem mais agitadas, ter menos sono e, as pessoas com dificuldade de dormir, acontece uma acentuação da insônia.

Se considerarmos a teoria dos cinco elementos na compreensão da fisiologia humana, dados de diagnóstico clínico servirão de base para tratar manifestações de doenças típicas que aparecem, predominantemente, nesta estação


 Os Elementos  : ÁGUA – FOGO – MADEIRA – METAL – TERRA

 Movimento Água  – equilíbrio yin e yang. Caso a energia yin, proveniente da Agua representada pelo órgão Rim estiver deficiente, as mulheres em momento de menopausa terão sintomas acentuados.

Fogo – a alegria é a emoção expressa por este elemento, mas o excesso caracterizado por excitamento excessivo e constante, pode manifestar enxaquecas. Os enxaquecosos precisam alternam seus excessos com repouso para evitar aquela dor de cabeça tão conhecida.

Madeira – o Fígado e seu acoplado energético a Vesícula Biliar, ao afetar o movimento Fogo, as pessoas padecerão de sintomas de palpitação e insônia. Sintomas psicológicos como as pessoas terem dificuldade para tomar decisões nos casos de deficiência da Vesícula Biliar, sendo expressivos no traço de timidez e insegurança.

Metal – o elemento Metal -  Pulmão  e seu acoplado energético Intestino Grosso em desequilíbrio com o elemento Fogo, as pessoas apresentam face avermelhada com calor.

Terra – este elemento é o suporte do Fogo. Na pratica clinica, nos casos de deficiência o Baço Pâncreas, por ser produtor de sangue, no qual depende o coração,  recebe atenção especial para tratar sintomas como memória fraca, estado depressivo e insônia.


YANG

Representa o Sol...corresponde ao dia...o céu...o movimento...o calor ... os estados imateriais e rarefeitos da matéria... expansão ...subida e todas estas características na estação Verão e expressos no comportamento humano. " Estamos todos entre o céu e a terra e sofremos a ação destes".

BUSQUE O EQUILIBRIO!


 

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

 INSÔNIA


"A INSÔNIA É UM ALERTA FISIOLÓGICO QUE PRECISA SER TRATADO E NAO, MEDICADO"



A insônia tem como característica insatisfação com a quantidade de horas de sono, a qualidade do sono e, queixas para iniciar ou se manter dormindo. Manifesta se com a dificuldade de adormecer e se manter dormindo a noite toda. É comum relatos em que a pessoa acorda muito cedo e fica na cama sem conseguir voltar a dormir, quando esta na hora de acordar reaparece o sono, mas aí, já esta na hora de levantar.
O sono não reparador deixa sequelas de cansaço, fadiga com a sensação de peso e o dia acaba não rendendo. As atividades se tornam mais desafiadoras, os recursos de energia para as tarefas rotineiras ficam escassos.
os prejuízos da insônia aparecem de forma estrutural e funcional. O cansaço, a sonolência, a falta de atenção, dificuldades de concentração, alterações de humor são exemplos. algumas pessoas podem ter sintomas depressivos ou ansiogênicos pelo sono deficiente.

Vigilias Condicionadas

 

A ilustração descreve o estado da pessoa que vai para a cama e o sono não vem. É bem isso que acontece, preocupação e frustração. A permanecia da insônia mascarada pelo uso abusivo de ansiolíticos mantem o quadro de insônia por toda uma vida.
As consequências leva a hábitos de vida insalubres em relação ao sono como: ficar muito tempo na cama, horário irregular para dormir e cochilos inapropriados.

Emoções - prejuizos na vida pessoal

A pessoa torna se temerosa ao momento de dormir, geralmente não dorme sem tomar seus remédios, ficar sem os remédios causa medo antecipado. Os prejuízos vão além, ficar sem os remédios inviabiliza o curso de um planejamento de um passeio, viagem "sem meus remédios não durmo!"
A tendência  a reprimir emoções aumentam a vulnerabilidade para a insônia. Ficar preocupado, ruminando situações desestabilizam a homeostase e os hormônios do estresse entram em ação e com isso, uma cascata de alterações sistêmicas.
Os problemas interpessoais tendem a se agravar e a qualidade das relações interpessoais são consequências de uma vida com insônia.

Alternativas 

Não insistir nas tentativas de dormir forçadamente é uma alternativa para a vigília condicionada. Alguns recursos práticos advindos dos conceitos da Terapia Cognitivo Comportamental são utilizados na pratica clinica com sucesso nos resultados.

Dicas

* Primeira delas busque um psicólogo clinico trate a causa não apenas medique;
* Evite bebidas com cafeína antes de dormir;
* Evite bebidas alcoólicas;
* Estabeleça um horário para relaxar e se desligar;
* Procure ter um ambiente que contribua para a higiene do sono;
* Não se acostume com uma vida sem qualidade emocional, busque ser feliz e estar com a consciência tranquila.


sábado, 28 de novembro de 2020

 

 Praticas Integrativas e complementares no tratamento emocional – intervenções clinicas

Praticas alternativas empoderam cada pessoa no seu processo de cura. O modo como cada pessoa adoeceu tem uma historia singular e, considerar essas variáveis é o que torna diferenciado o tratamento.

As manifestações clinicas emocionais e mentais são algo de valor no relato das pessoas. Não há como separar mente e corpo, a totalidade é um dos conceitos chave na visão holística do ser humano.

Todo o relato é listado, cada palavra e significado é considerado, não se utiliza o termos genéricos, na integra o que foi dito será considerado e servira de base para a elaboração do tratamento que é único.

Por exemplo, a Depressão, cada pessoa tem uma historia particular e um caminho que percorreu até o adoecimento. Em tratamentos alopáticos ocorre uma massificação do tratamento, de algum modo, a pessoa passara por vários antidepressivos ate que um se adapte.

De modo contrario, os tratamentos ofertados pelas praticas integrativas que consideram a singularidade das pessoas, seu modo de vida, sua historia pessoal, dados relevantes a sua construção de vida são fonte de apoio para embasar o tratamento, que é único para cada pessoa.

  O processo de cura é todo seu, buscar seu pleno desenvolvimento e bem estar faz parte de uma vida saudável. Seja o autor de sua historia.


 

terça-feira, 29 de setembro de 2020

Primavera : estação do Movimento Madeira

 

Primavera: estação do movimento Madeira

 

A teoria dos 5 elementos é utilizada na medicina chinesa para compreender a fisiologia e patologia e suas relações com o corpo humano.  A imagem ilustra os elementos no qual o universo é formado pelo movimento e transformação destes.

Cada um destes elementos correspondem a um órgão do corpo humano e representado por uma estação do ano.






Vamos destacar o movimento Madeira, que corresponde a primavera, que predomina a energia do vento. As propriedades deste elemento é a produção e flexibilidade.

Pessoas com desequibrio no movimento madeira tendem a estar afetadas pela emoção da raiva, acometimento de torcicolos e rigidez do pescoço, gosto azedo na boca e sofrer de crises de cefaleia.

O Figado é um órgão importante para se ter noites tranquilas de sono, pessoas que tem muitos sonhos e pesadelos evidenciam sinais de desequilíbrio.

O movimento madeira exerce controle sobre o movimento Terra, deste modo problemas digestivos também sugerem necessidade de tratamento.

A teoria dos 5 elementos fornecem dados importantes no momento do acupunturista realizar o diagnostico do paciente, e a esfera emocional é a principal delas.

Pessoas com tendência a gritar, propensa a explosões de fúria, e reprimir tende a aparecer sintomas como: dores e tensoes, torcicolos, pescoço travado.